JÚLIO GUERRA MONUMENTAL

– Destaque Nacional –

Modernista Genuíno, em nova dimensão

mae_preta_recorte3

1. Júlio Guerra é um notável e emblemático escultor brasileiro. É um artista de grande valor, acima de qualquer suspeita.
O artista genial, simples, popular. Um artista imortal, por sua obra exemplar.
Quem produzia obras como “Mãe Preta”, “Borba Gato” e “Iguatinga”, tem lugar perene no Panteão de nossos artistas beneméritos.
Ainda que criticado e ofendido, por seu pendor para as coisas do povo, para a linguagem da arte, fiel à linguagem do povo, e pela tendência a colocar, na tela ou nas esculturas, tradições e material popular, ele seguia o seu caminho, certo de que seu valor original seria reconhecido, por seu aspecto inovador, criativo e telúrico.
Pela linguagem dos materiais e pelo temário escolhido, Júlio Guerra foi um artista revolucionário, digno de todo o respeito. Foi muito além dos cânones do Modernismo rígido.
Não precisou prestar vassalagem aos cânones da moda. Seguiu-os, sem deixar a própria intuição.
Vivia para a arte, com muita dedicação; mas não vivia da arte. É um artista modesto e simples. Da arte tirava muita satisfação. Era escultor e pintor por vocação.
Sua arte era criação autêntica, que lhe veio do coração e da vital instituição.
Não fez arte para vender. Faz arte por prazer e por convicção.
Sua arte é um ato de amor, ao seu povo, à sua nação. Serviu a Santo Amaro e ao Brasil.
Fez obras, com temas de que gostava, que lhe davam prazer e satisfação, como um canal aberto entre sua mente e sua nação, o seu povo.
Dizia-se um artista amador. Não vivia da arte, mas da herança que o pai lhe deixou.
Para quem sabe, viver é arte.

2. Quis ser genuinamente fiel a seu povo e a seus valores.
As críticas que recebe nada o diminuem, antes o exaltam.
Fez obra de convicção e não obra para o mercado.
Sua obra tem valores cívicos, históricos e culturais.
Fez uma obra prazerosa e não uma obra comercial. Nunca foi mercenário.
Suas obras principais são autêntico patrimônio nacional, principalmente as estátuas: O Bandeirante Borba Gato, Mãe Preta e Iguatinga.
Júlio Guerra jamais será esquecido por seu povo, que ele tanto honrou, em toda a sua vida e obra.
A obra de Júlio Guerra merece perene veneração e admiração.
São Paulo e o Brasil têm, com ele, uma alta dívida de gratidão. Enriqueceu o patrimônio artístico-cultural de seu país.

3. Júlio Guerra foi criticado e injustiçado pelo que ele tinha de mais genial, de mais original: o cultivo dos costumes e tradições de seu povo, por sua dimensão telúrica, isto é, pela influência que sua terra, Santo Amaro.
As tradições populares, tiveram destaque no temário de sua obra, e até no material escolhido para algumas de suas estátuas e para suas pinturas.
Desdenham de Júlio Guerra as pessoas mal formadas, mal informadas e limitadas, que injuriam quem se aproxima dos valores de seu país, e não imita os padrões estrangeiros da moda; que não adota ideologias oportunistas.
Júlio Guerra é moderno, porque é de todos os tempos; porque é de seu tempo.
“Se queres ser universal, começa pintando a tua aldeia”, ensina um grande mestre russo.

4. O sr. Júlio Guerra fez algumas obras-primas geniais e inovadoras que merecem maior atenção dos estudiosos, da academia e da sociedade.
Foi uma pessoa original e autêntica, liberto das tendências da moda, no Brasil e no exterior.
Vinculou-se ao seu povo, e por isso foi contestado, com argumentos inconsistentes.
Júlio foi um modernista convicto, na modernidade autêntica, voltada para a cultura de raiz.
Não foi modernista marginal, como afirmam alguns. Foi, antes, um pioneiro.
Foi um artista de seu tempo e de todos os tempos.
Teve grandes mestres, no Liceu de Artes e Ofícios, onde foi também professor.
Trabalhou com o mestre Victor Brecheret.
A Mãe Preta, estátua de bronze, o Borba Gato e Iguatinga são suficientes para consagrar Júlio Guerra, para sempre, na memória de seu povo.

JÚLIO GUERRA MONUMENTAL – II
Uma Obra Exemplar

I- A Estátua Gigante de Borba Gato

IMG_8513_Fotor

5. Nosso Cartão-Postal.
O Borba Gato, de Júlio Guerra, (de 1962), é o mais grandioso monumento de Santo Amaro e um dos monumentos mais marcantes de São Paulo.
É uma homenagem a uma das figuras mais destacadas de São Paulo, um arrojado Bandeirante, seu antepassado, que engrandeceu o seu país.
É o mais espetacular Cartão Postal da Zona Sul de São Paulo.
Assim é também o Monumento às Bandeiras, de Brecheret.
É um dos mais destacados e admirados Cartões Postais de São Paulo. É uma monumental alegoria. Um brilhante desafio.
O seu Borba Gato posiciona-se, como uma sentinela atenta, logo à entrada de Santo Amaro, que, ao tempo, ainda era Município autônomo.
Júlio Guerra trabalhou por seis longos anos, na construção do Monumental Borba Gato, com quatro ajudantes.
As dimensões do “Borba Gato” refletem o gigantismo extraordinário da obra cívica dos Bandeirantes, considerados “Raça de Gigantes”, na expressão certeira do historiador, Alfredo Éllis, da USP.
O Borba Gato, de Júlio Guerra, é símbolo de grandeza, de ousadia, de coragem e de empreendedorismo.
É o mais notável ponto de referência de Santo Amaro.
É a marca do orgulho nobre da gente Santamarense.
Poucos bairros de São Paulo têm um ícone tão destacado, como ponto de referência geográfica, como o nosso gigante “Borba Gato”.

6. Honra aos Nordestinos e Tetracentões.
Júlio Guerra não quis fazer o seu Bandeirante de bronze, como se faria na Europa.
O bronze foi substituído por barro, concreto e gesso, cobertos com pastilhas coloridas, que fez de pedras que quebrou e poliu, uma a uma.
Quis fazer uma obra, com alguma similaridade de materiais, aos que são utilizados no Nordeste, de onde se origina a maioria do povo de Santo Amaro, e de toda a periferia de São Paulo.
Assim, tendo um aspecto popular, tem inclusa uma homenagem aos Nordestinos que constroem São Paulo. Honra os Nordestinos e seus descendentes que são a maioria étnica de Santo Amaro e de São Paulo. Mais de dois terços dos santamarenses são descendentes de nordestinos e mineiros. Portanto de raiz idêntica aos nossos quinhentões.
Isto é muito digno do artista que respeita e ama seu povo e sua terra. Ama a todos, sem excluir o povo mais simples.
Sua arte dialoga com toda a gente: dialoga com o povo e com a elite… Não discrimina.
A segurança estrutural da gigantesca estátua é feita por trilhos de bonde, que garantem a espinha dorsal.

A estátua gigante, o Bandeirante Borba Gato, tem 13 metros de altura, incluindo o pedestal, e pesa 20 toneladas.
No Borba Gato, Júlio Guerra homenageia a Santo Amaro, que é terra de Bandeirantes e de Tropeiros, que são antepassados de muitos, inclusive do escultor.

II- Obras-Primas

Penso que podemos destacar as 7 obras-primas de Júlio Guerra:
Estátuas: Mãe Preta; Borba Gato; Iguatinga; Jesus e sua Mãe; S. Paulo, Tecelão e Apóstolo Cristão; Santana e Maria Menina. Pintura: Festa do Divino.
Diante das obras de Júlio Guerra, ninguém fica indiferente.
Júlio Guerra é um dos 10 personagens mais destacados da História de Santo Amaro.
É uma celebridade digna de todo o respeito. Deve ser honrado por todos, por sua obra artística, digna da atenção de jovens e adultos.
Júlio Guerra sempre estará ao lado dos Gênios da Escultura e da Pintura, em São Paulo e no Brasil.
Júlio Guerra deve ser considerado uma das personalidades-símbolo de Santo Amaro, ao lado de Manuel de Borba Gato, do poeta Paulo Eiró, do Pe. Belchior Pontes, Susana Rodrigues e João Paes e de outros.

Júlio Guerra, por sua obra e por seu caráter, merece de seu povo, de Santo Amaro e de São Paulo, um monumento à altura de seu trabalho, de sua genialidade e de seu amor à sua terra e a seu povo.
Seu nome será lembrado para sempre, no coração do povo agradecido.
Júlio Guerra deixou Santo Amaro e São Paulo mais belos, com mais espírito cívico.
Para Júlio Guerra, a vida é arte. Fez da arte o sentido de sua vida.

Cinco Ícones de Santo Amaro:

– Paulo Eiró;
– Júlio Guerra;
– Matriz de Santo Amaro;
– Manuel de Borba Gato:
– Susana Rodrigues e João Paes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: